Calma Caio Tozzini. Links patrocinados funciona!

Não concordo que links patrocinados caminha a passos largos no sentido contrário. É ruim afirmar isso por uma série de motivos e vou salientar alguns.

Sou o Ricardo Zacho, sócio da MZclick (agência digital especializada em links patrocinados). Dou cursos e palestras sobre o tema e identifiquei o seguinte: Muitos usuários não sabem usar todo potencial das campanhas de links patrocinados.

Nesse cenário o título correto, do seu artigo, deveria ser: Se você não se especializar ou contratar uma agência especializada em links patrocinados, seu ROI morrerá.

Seu artigo Tozzini está ótimo e retrata muito bem o cenário atual sobre diversas frentes, mas afirmar categoricamente que o ROI morrerá é um grande problema!

Remarketing é um tipo de publicidade muito agressiva e chata! Os usuários estão percebendo isso. Afinal você recebe diversas vezes informações sobre uma determinada empresa... quase um modelo de "perseguição"! Penso que Remarketing é pior que o antigo Banner!!! Existem formas interessantes de usar esse tipo de publicidade, porém devemos ter MUITO cuidado.

Tenho visto avanços significativos em pesquisas de GeoLocalização, segmentação precisa de palavras-chave, canais específicos, perfil demográfico detalhado... o formato de links patrocinados evolui muito em minha opinião. Usá-los com inteligência aumentará o ROI e jamais irá diminuí-lo!

É óbvio que a entrada de várias empresas diariamente inflaciona o clique, mas uma GRANDE parcela desses anunciantes nem sabe a diferença entre palavra ampla e específica ou rede de pesquisa e rede display.

Além do mais ouvi uma frase, o bom da internet é que podemos medir tudo, o ruim é que também podemos medir tudo!

Dentro dessa linha de raciocínio, acho que o mercado nacional tem muito a evoluir. Como medir o ROI de uma campanha de branding? Por mais caro que fique uma publicidade de links patrocinados ela não chegará nem aos pés de uma campanha aberta na TV.

Torço bastante pelo crescimento do Yahoo e Bing, assim teremos mais estratégias e possibilidades. Hoje já é possível e altamente aconselhável dividir sua verba de forma eficaz no Google, Facebook, Yahoo, Bing, Comparadores de preço, etc.

Email marketing, ferramentas de behavioral, otimização (SEO), melhorar a navegação do site e outros fatores são fundamentais para uma estratégia digital! Cada uma apresenta pontos fortes e fracos, cabe ao estrategista de marketing digital avaliar as melhores possibilidades, não existe uma regra ou receita de bolo para isso.

O mundo digital é um fenêmeno, é complexo e por isso devemos ter um cuidado redobrado com afirmações que podem confundir ainda mais grande parte dos anunciantes.

Comentários

Caio Tozzini disse…
Oi Ricardo, tudo bem ?

Achei seu artigo por acaso ao buscar pelo meu artigo. Poderia ter me mandado o link no twitter para falarmos sobre =)

Vi que na verdade você concorda com o artigo exceto pelo título. Naturalmente coloquei um título no sentido figurado da coisa, para chamar a atenção, como uma metáfora. E o que ressalto nele é justamente que as empresas deverão profissionalizar sua estratégia online para continuar a atingir resultados positivos (seja ou não através de uma agência).

Como você deve saber, trabalho na Cadastra, uma das primeiras agências de SEM do Brasil, e se eu não acreditasse em LP e SEO não faria sentido estar aqui. Se LP não funcionasse talvez estivesse desempregado.

No mais discordo somente com relação ao Remarketing. Ele é chato e intrusivo se quem configurar a campanha quiser assim. Se bem configurado, respeitando o usuário setando limite de frequencia, etc, será uma publicidade altamente relavante ao usuário, o que fica bastante claro vendo a taxa de conversão deste tipo de ação.

Abraços,

Caio Tozzini (@caiotozzini)
Ricardo Zacho disse…
Olá Caio, tudo ótimo! E por ai?
Fico feliz em receber sua visita =)

Eu mandei o link no Twitter, inclusive o IDGNow e várias outras pessoas retuitaram o mesmo. Desculpe se não chegou diretamente. =/

Concordo com relação ao remarketing, quando bem feito OK! Porém é a mesma coisa que email marketing. Eu sei como fazer bem feito e você também, mas será que a maioria sabe? O SPAM tá ai! Por isso fico preocupado com essa ferramenta.

Prazer em conhecê-lo.
Forte abraço!!!

Ricardo Zacho (@ricardozacho)

Postagens mais visitadas deste blog

Como anunciar no Yahoo e Bing?

Por que impulsionar no Facebook não é mais uma escolha?

Marketing de Relacionamento: a importância e o que é?