Por que impulsionar no Facebook não é mais uma escolha?


Se antes, impulsionar publicação no Facebook era quase um luxo e uma técnica para quem queria expandir seu conteúdo para novos usuários, hoje ela se faz necessária inclusive para alcançar o público que já curte uma determinada página, quase uma questão de sobrevivência virtual. Com a mudança de algoritmo do Facebook - a qual visa favorecer postagens de amigos e familiares - as marcas se viram obrigadas a anunciar no Facebook, para manter pelo menos o mínimo de visibilidade possível, visto que o alcance orgânico para esse tipo de página passou a cair drasticamente. E se esse cenário parece bom para os usuários que usam apenas como passatempo e preferem que a rede social tenha um desempenho mais pessoal e menos comercial, por outro lado, se tornou um pesadelo para quem a usa como ferramenta de trabalho.

Mas, o que é o algoritmo do Facebook?

Basicamente, é um recurso responsável por determinar o que é prioridade no feed dos usuários. Estima-se que de todas as publicações exibidas diariamente, cada um deles demonstra interesse por apenas 20% delas. Para compreender o que de fato interessa para esse público, o Facebook usa mais de 100.000 fatores na tentativa de identificar o que essas publicações mais relevantes têm em comum e porque são "melhores" que as demais. Então, a partir desses dados, ele passa a realizar combinação de informações, decidindo o que vale a pena ser exibido no feed ou não.

Por que impulsionar no Facebook não é mais uma escolha?

Em um trecho de seu comunicado oficial a respeito da mudança, Mark Zuckerberg (fundador e CEO do Facebook) afirma: "As primeiras mudanças que você perceberá serão no Feed de Notícias, em que você pode esperar ver mais seus amigos, família e grupos. Na medida que rodarmos essas mudanças, você verá menos conteúdo público como posts de empresas, marcas e sites de notícias. E o conteúdo público que você receberá seguirá os mesmos padrões — ele deve encorajar interações significativas entre as pessoas.” Em outras palavras: será cada vez menos frequente encontrar marcas com seus produtos e serviços rodando em nossos feeds de maneira orgânica.

Mas, como reverter essa situação?

Embora seja importante impulsionar no Facebook, isso não significa que sua marca irá desaparecer completamente da rede social. A ideia é que as marcas se preocupem muito mais em entregar um conteúdo extremamente relevante para seu público-alvo, não é de qualquer post que estamos falando; o Facebook precisa entender que o seu conteúdo é bom o suficiente para sobrepor uma interação mais pessoal. Tudo que for considerado com um maior potencial de engajamento, será priorizado. Os anúncios não serão altamente afetados, mas é claro que para quem já executa essa estratégia, haverão adaptações. As mudanças de algoritmo não visam apenas beneficiar a experiência dos usuários, sem dúvidas Mark Zuckerberg também quer que as pessoas invistam ainda mais em sua rede social. Se antes o link patrocinado Facebook também colaborava para o crescimento do alcance orgânico, agora com essa nova metodologia, anunciar no Facebook se tornou primordial. Uma boa alternativa é fugir de conteúdos “estáticos”. A melhor forma de manter uma publicação ativa, é que ela seja bastante interativa, ou seja, que os usuários sejam influenciados a “conversar com ela”. Os grupos de Facebook geralmente reúnem pessoas com algum interesse em comum. Buscar grupos que autorizem o compartilhamento de conteúdos externos e realizar essa publicação para esses usuários, tende a ajudar no alcance orgânico da sua publicação, visto que ali naquele agrupamento de pessoas, a tendência é que a grande maioria se engaje e gere o tráfego necessário. Então se você é empresa e tinha alguma dúvida sobre investir em post patrocinado no Facebook, agora já está mais do que provado que sim! Comece a impulsionar no Facebook e veja seus resultados nessa mídia social mudarem! Veja nossos artigos sobre marketing no Facebook.

Fonte MZclick: Por que impulsionar no Facebook não é mais uma escolha?
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como anunciar no Yahoo e Bing?

Curso de SEO